A Força Máxima da Vida

John Lennon, um dos profetas da cultura pop de nossa época, disse certa vez: Eu creio em Deus, mas não como um ser único, não como um velho no céu. Acredito que isso que as pessoas chamam de Deus é algo que existe em todos nós. Acredito que o que Jesus, Maomé, Buda e todos os demais disseram estava certo, apenas a forma como foi traduzida estava errada.

Frequentemente Jesus é comparado com outros líderes religiosos, filósofos ou revolucionários. Ele é visto pela grande maioria como um bom homem, alguém que viveu uma vida reta e disse boas coisas. Mas será que Jesus se resume a isso? Foi Ele apenas um bom homem? Quem realmente foi Jesus?

Para nós, Jesus é mais que apenas um bom homem. Mas se Ele é mais que um homem, isso é algo grande, isso muda tudo e deveria ter um efeito profundo em nossas vidas. C.S. Lewis, autor de As Crônicas de Nárnia, disse uma vez que existem apenas três possibilidades para aquilo que o Evangelho diz que Jesus foi. Ele pode ter sido um mentiroso, um louco ou realmente estava dizendo a verdade. Todos nós precisamos decidir qual dessas possibilidades é a correta. Mas uma coisa é certa: dizer que Ele foi apenas um cara legal não é uma das opções válidas. Sendo assim, quem era Jesus?


Lucas 9:18-36

Certo dia, Jesus orava em particular, acompanhado apenas dos discípulos. Ele lhes perguntou: "Quem as multidões dizem que eu sou?".

Os discípulos responderam: "Alguns dizem que o senhor é João Batista; outros, que é Elias; e outros ainda, que é um dos profetas antigos que ressuscitou".

"E vocês?", perguntou ele. "Quem vocês dizem que eu sou?"

Pedro respondeu: "O senhor é o Cristo enviado por Deus!".

Jesus advertiu severamente seus discípulos de que não dissessem a ninguém quem ele era. "É necessário que o Filho do Homem sofra muitas coisas", disse. "Ele será rejeitado pelos líderes do povo, pelos principais sacerdotes e pelos mestres da lei. Será morto, mas no terceiro dia ressuscitará."

Disse ele à multidão: "Se alguém quer ser meu seguidor, negue a si mesmo, tome diariamente sua cruz e siga-me. Se tentar se apegar à sua vida, a perderá. Mas, se abrir mão de sua vida por minha causa, a salvará. Que vantagem há em ganhar o mundo inteiro, mas perder ou destruir a própria vida? Se alguém se envergonhar de mim e de minha mensagem, o Filho do Homem se envergonhará dele quando vier em sua glória e na glória do Pai e dos santos anjos.

Eu lhes digo a verdade: alguns que aqui estão não morrerão antes de ver o reino de Deus!".

Cerca de oito dias depois, Jesus levou consigo Pedro, João e Tiago a um monte para orar. Enquanto ele orava, a aparência de seu rosto foi transformada, e suas roupas se tornaram brancas e resplandecentes. De repente, Moisés e Elias apareceram e começaram a falar com Jesus. Tinham um aspecto glorioso e falavam sobre a partida de Jesus, que estava para se cumprir em Jerusalém. Pedro e os outros lutavam contra o sono, mas acabaram despertando e viram a glória de Jesus e os dois homens que estavam com ele. Quando Moisés e Elias iam se retirando, Pedro, sem saber o que dizia, falou: "Mestre, é maravilhoso estarmos aqui! Vamos fazer três tendas: uma será sua, uma de Moisés e outra de Elias".

Enquanto ele ainda falava, uma nuvem surgiu e os envolveu, enchendo-os de medo. Então uma voz que vinha da nuvem disse: "Este é meu Filho, meu Escolhido. Ouçam-no!". Quando a voz silenciou, só Jesus estava ali. Naquela ocasião, os discípulos não contaram a ninguém o que tinham visto.


Perguntas

  1. Como você descreveria o que aconteceu nessa passagem?

  2. Como Jesus reagiu à resposta de Pedro a respeito de quem Ele era? Por que Ele reagiu dessa forma? O que Pedro quis dizer com “o Cristo de Deus”?

  3. Depois da resposta de Pedro, Jesus disse que seria morto. Por que você acha que Ele disse isso? Por que alguém teria interesse em matar Jesus?

  4. Que conclusões você pode tirar dessa experiência na montanha? Por que Jesus levou seus discípulos para verem isso?

  5. Baseado no que já aprendemos e discutimos juntos nesse estudo bíblico, se Jesus lhe perguntasse: “Quem você diz que Eu sou”, qual seria a sua resposta?

Resumo e Aplicação

  1. Nessa passagem de hoje Jesus identificou a si mesmo como Cristo, o filho de Deus. Esta é a declaração que  C.S. Lewis diz apontar para apenas  três possibilidades que são: Ele pode ter sido um mentiroso, um louco ou realmente estava dizendo a verdade. Mas se Jesus estava dizendo a verdade, o que isso significa para nós hoje?

Muitas pessoas dizem acreditar em Jesus, mas poucos conhecem ou acreditam em tudo o que Ele disse. Muitos vêem Jesus como um bom homem, um exemplo a se seguir, alguém que disse coisas legais ou até mesmo um profeta. Mas Jesus afirmou ser o Filho de Deus – e naquele contexto da cultura judaica isso significava que Ele estava se colocando no mesmo nível de Deus.

Se eu quero seguir o Jesus da bíblia, eu preciso assumir que a bíblia está dizendo que Ele é força máxima da vida, a essência de todas as coisas, o Deus criador. E se eu creio nisso, então isso deveria fazer toda a diferença pra mim, porque de repente isso se torna o fato mais importante da história humana.

Jesus não é fraco, não é apenas uma ideologia, outro líder revolucionário ou um grande personagem histórico. Ele é Deus, maior do que qualquer coisa que eu possa imaginar. E é por isso que devo deixar todas as coisas pra trás e segui-Lo com toda a minha vida.